VÉU, BANDANA, COROA DE FLORES E OUTROS 12 TIPOS DE ACESSÓRIOS DE NOIVA

A escolha do vestido de casamento é muito importante para qualquer noiva e os acessórios também, afinal esses itens compõe o look da noiva e realçam sua beleza, além de expressar sua personalidade.

Acessórios como véu, bandana, coroa de flores, voilette, headband ou  casquete, podem e devem compor seu visual no grande dia.

O mais tradicional entre todos é sua majestade, o véu. Acredita-se que sua origem surgiu na Grécia como símbolo da nobreza e pureza de quem usava. Também servia para proteger a pele do sol e era tido como uma espécie de “escudo” contra o mau olhado.

Seja qual for sua real função, a verdade é que o véu de noiva enobrece e valoriza seu look. Esse acessório pode ser usado por cima ou por baixo do penteado. Não há nenhuma regra que determine sua posição exata. O gosto da noiva prevalece.

Leia também: Vestidos dos Sonhos

Além desse ícone, há outros tipos de acessórios que podem compor o visual da noiva no dia mais especial da vida dela. Neste post, apresento à você todos os tipos de véus e mais outros acessórios que podem fazer e estar em sua cabeça no dia seu casamento.

Véu Catedral (Véu de noiva longo): Combina perfeitamente com casamentos clássicos e tradicionais realizados em igrejas. Cerimônias à noite e em ambientes fechados. A sugestão é que o véu de noiva tenha, no mínimo, 2mt e no máximo 5mt, maior que isso pode causar desconforto. No entanto, nada impede que o véu da noiva seja do tamanho do sonho dela. O limite do comprimento fica à critério de quem está casando. A princesa Diana (Lady Di), em seu grande dia com o príncipe Charles, optou por véu de noiva estilo Catedral e tinha 7,62mt de comprimento.

Véu Ponta de Dedo (Véu de noiva médio): A origem do nome desse véu é porque seu comprimento máximo é até as pontas dos dedos da noiva, ou seja, um pouco mais abaixo da cintura. Ele é bem leve, charmoso e combina com quase todos os estilos de celebração. A duquesa de Cambridge, Kate Middleton, usou esse estilo de véu de noiva em seu casamento com o príncipe Willian.

Véu Cotovelo (Véu de semi-curto): Teoricamente, esse tipo de véu deve seguir o seu próprio nome, isto é, estar na altura do cotovelo da noiva, porém, é possível que o véu comece nessa medida e siga em calda longa. Combina com quase todos os estilos de vestidos. Gace Kelly, ícone de elegância e beleza, usou um véu cotovelo em seu casamento com o príncipe Rainier de Mônaco.

Véu Ombro (Véu de noiva curto): Perfeito para noivas que vão casar durante o dia e acompanha, perfeitamente bem, os vestidos mais curtos ou longuete (na altura dos joelhos). Para cerimônias elegantes, mas sem muita formalidade.

Véu Capela (Véu de noiva tipo longuete): Clássico e perfeito para quem procura um véu longo, mas não quer ou não pode optar por um vestido muito sofisticado, que pede o estilo Catedral. Normalmente, esse tipo de véu acompanha o comprimento do vestido ou um pouco maior que o mesmo, mas nada muito exagerado.

Mantilha: De origem espanhola, a mantilha é uma espécie de véu adornado em toda sua extensão de bordas.  Confeccionada em tecido mais pesado que o véu tradicional, deve ser bem colocada na cabeça da noiva para evitar possíveis transtornos. É um acessório que transmite muita elegância e deve combinar com o vestido. A sugestão é que, se a mantilha for bordada ou possua rendas, o vestido seja mais leve e clean.  No entanto, se a noiva desejar vestido e mantilha rendados, que seja usada a mesma renda na confecção de ambos. Quanto ao tamanho, tanto pode ser média como longa. O Sonho da noiva e a harmonia com o vestido escolhido podem ajudar na escolha do comprimento.

Voillete: Esse tipo de véu remete ao estilo bucólico saudosista. Adequado para casamentos diurnos, com decoração Hi-Lo, Vintage ou Boho, por exemplo.  Cobre total ou parte do rosto e fica preso na cabeça da noiva através de flores, chapéus, presilhas, tiara ou casquete. Transmite muita personalidade e sofisticação.

Casquete: É um pequeno acessório e funciona como se fosse um chapéu sem abas. Surgiu nos anos 40 e o uso do mesmo remete exatamente a esse contexto. Feito para casamentos que acontecem pela manhã ou final de tarde, combina com vestidos mais discretos e com ares vintage.

Bandana: Esse é o tipo de acessório que não aceita meio termo. Há quem ame de paixão e quem odeie com todas as forças. Perfeito para noivas modernas e com personalidade. Podem ou não ter véu agregado à elas. Lisas ou bem trabalhadas, as bandanas fascinam e intrigam ao mesmo tempo. O vestido deve ser mais contemporâneo para acompanhar esse tipo de acessório. Casamentos diurnos e ao ar livre aceitam a bandana com maior bom grado.

Headband (Faixa para cabeça): Democráticas, as faixas para cabeça agradam desde as noivas que amam o estilo Boho e Vintage até as mais contemporâneas. São confeccionadas em tiras largas ou finas, com apliques em cristais, pedrarias ou bordados. Usadas com cabelos soltos, independente do tamanhos dos mesmos, tranças ou croques, elas combinam com vários estilos de vestido e horários de casamento. Normalmente, são usadas sem véu.

Tiara: Outro acessório que atende a todos os estilos de vestidos e horários de cerimônia é a tiara. Pode ser usada com ou sem véu, com cabelos soltos ou presos, curtos ou longos. Aceita bem todos os biótipos. Porém, se a cerimônia for durante a noite, no estilo mais tradicional, a sugestão é agregar algum tipo de véu à tiara para que o visual seja mais clássico e de acordo com o perfil do evento.

Coroa de Flores: Indicado para casamentos diurnos e ao ar livre, as coroas de flores atende a noivas que possui personalidade leve e romântica. As coroas podem ser em flores naturais ou artificiais ou ainda feitas apenas com folhagem. Um detalhe que deve ser observado é que este acessório casa lindamente com cabelos livres e soltos.

Flor: Confeccionada em tecido leve e neutro, a flor única no cabelo da noiva remete a sobriedade. Acessório perfeito para aquela noiva que tem personalidade discreta e sofisticada. O ideal é que o penteado da noiva seja mais rebuscado para ser arrematado apenas com uma flor. Segundo casamento, noivados e casamentos intimistas pedem um acessório assim.

Chapéu: Esse acessório é a cara da moda europeia e da realeza britânica. Logo, está associado à elegância e ao requinte. Não é muito comum por aqui, mas poderia ser, já que o verão mora por aqui o ano inteiro e, como diz a canção, o Brasil é um país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza. Indicado apenas para casamentos matutinos ou ao final da tarde e em lugares abertos e arejados como campo ou praia. Pede vestidos leves, lisos ou com bordados e apliques bem discretos.

Pente: Com ou sem véu. Com cabelos soltos ou presos. Esse acessório é perfeito para quem busca praticidade. Leve e de fácil colocação, o pente realça o look da noiva sem “pesar” no visual trazendo charme e graça a quem faz uso.

Então? Muitas opções além do véu, né? Espero que esse post ajude você a escolher o melhor acessório para o seu grande dia! Beijo grande!