Em um casamento ao ar livre há muita beleza e romantismo, certamente. Além disso, existe um charme especial nesse estilo de cerimônia. A luz do dia deixa um ar mais informal ao momento e ainda rende fotos incríveis, concorda? 

O “sim” sob o azul do céu tem tudo para sair perfeito, uma vez que, o ambiente se torna mágico. Seja na praia, no campo ou em um jardim encantador de uma casa ou igreja, casamentos diurnos são sempre vistos como celebrações apaixonantes.

No entanto, nem tudo são flores. Há prós e contras ao escolher esse tipo de celebração. Antes de tudo, vamos conhecer as principais vantagens desta alternativa.

  • Buffet: Se a cerimônia for pela manhã, um brunch intimista, apenas para família e amigos próximos é uma ótima opção e costuma sair mais em conta do que um almoço completo, por exemplo.

Já nos casórios agendados para fim da tarde, a dica é escolher entre jantar ou apenas coquetel volante com mini porções ou ponto fixo de massas ou risotos.

  • Iluminação Natural: Sem dúvida, a grande vantagem de um casamento ao ar livre é a luz, e toda a espontaneidade que ela permite explorar.

Os fotógrafos amam e a gente também (sim ou com certeza?). Pela manhã, dispensa o uso de iluminação artificial o que, certamente,  gera impacto positivo no orçamento final. Ao cair da tarde, aposte em velas e lanternas para criar um ar lúdico, charmoso e apaixonante.

  • Trajes Despojados: O que não significa menos elegante. Um casamento ao ar livre pede leveza, conforto. Cores acolhedoras, estampas e praticidade, não apenas para os noivos, mas também para padrinhos e convidados. Quanto mais confortável for a vestimenta, mas divertida será a festa.

Leia mais sobre Casar na Praia

  • Decoração Econômica: Outro ponto a favor de casamentos em espaços abertos é o controle de gastos com a decoração da festa. O truque para arrasar na produção é distribuir os acessórios com simplicidade, apenas para complementar a graça natural.  Os estilos vintage, rústico ou boho chic são os queridinhos nos casamentos ao ar livre.

Leia aqui sobre Decoração de Casamento

Agora vamos conhecer os pontos que, de certa forma, podem ser considerados como fatores desfavoráveis ao casamento ao ar livre.

  • Refrigeração dos Alimentos: A comida não deve ser exposta por muito tempo ao calor, para que esteja em excelentes condições no momento de servir. Há de se pensar em uma forma eficaz para o armazenamento e exposição corretos dos alimentos que serão consumidos durante o evento.
  • Intrusos: Sinalizar bem a área onde será realizada a cerimônia e a festa pode ajudar a manter os “penetras” loge, mas não há garantias de que eles não aparecerão. Se possível, contrate uma equipe de segurança especializada neste tipo de evento.
  • Altas Temperaturas: Casar no verão ou em regiões mais quentes pode causar desconfortos a todos. Pense em distribuir leques aos seus convidados e disponibilizar água natural, de coco e aromatizada também. Isso vai amenizar a temperatura e trazer conforto à todos.

A alta temperatura também pode influenciar diretamente na escolha dos doces. Chocolate, por exemplo, não é recomendado. Opte por docinhos tradicionais que, além de lindos, são deliciosos e todos amam!

  • Terreno e Insetos: O ambiente livre, consequentemente, atrai mosquitos, moscas e abelhas. Portanto, seria apropriado disponibilizar repelente para os convidados que desejem usar.
  • Chuva: Dependendo do período, é possível que as chuvas de verão se façam presentes. Entretanto, isso não é desculpa para não realizar o evento dos seus sonhos… Planejar-se e anteceder-se os acontecimentos é essencial. Tendas e coberturas transparentes garantem a realização do evento sem ofuscar a beleza do local escolhido.

Agora é só decidir se realiza ou não seu casamento ao ar livre. Felicidades!

Beijo grande!